Saiba qual a diferença entre Cambridge, IELTS, General English e Business English

Por 19/06/2017Aprender inglês

APRENDENDO E AVALIANDO O INGLÊS

 

Você precisa fazer inglês, mas não sabe por onde começar?

 

Confunde-se com todas aquelas siglas e métodos de ensino milagrosos que inúmeras escolas de inglês divulgam por ai?

 

Tem medo das avaliações de proficiência?

 

No post de hoje, nós falaremos um pouco de quatro pontos que causam muita confusão quando o assunto é aprender o inglês.

 

Inicialmente é importante ter em mente um objetivo claro quanto ao porque aprender o inglês.

O mundo contemporâneo é globalizado e o inglês é, sem dúvidas, um item fundamental para que você seja um cidadão e profissional global. Assim, existem duas vertentes possíveis para se aprender essa língua: General English e o Business English.

 

General English

O General English, ou Inglês Geral, é um tipo de ensino voltado à preparação de estudantes que não possuem como língua materna o inglês e necessitam tê-lo para ingressar em cursos universitários de instituições de ensino fora do país, seja uma graduação ou uma pós-graduação, por exemplo.

Além disso, esse tipo de ensino também serve para pessoas que migrarão e precisam da proficiência para se adaptar da melhor forma possível à nova realidade cultural, melhorando em termos linguísticos, seu nível geral de compreensão do inglês em todas as áreas do conhecimento.

Em outras palavras, você pode ser um principiante para iniciar cursos que se enquadrem como Inglês Geral.

 

Business English

O Business English é voltado para quem está no mercado de trabalho.

Ensinando desde o básico para lidar com as questões de gestão do dia-a-dia e seus aspectos procedimentais, como atender o telefone e escrever e-mails, o inglês para negócios, é oferecido muitas vezes para o seu perfil de trabalho e os temas com os quais você atua, se adequando as suas necessidades empresarias.

Deste modo, se sua instituição atua com Negócios de Impacto e Finanças de Impacto, por exemplo, as aulas poderão muitas vezes ser orientadas ao ecossistema de Impact Business e Social Finances.

Muitas instituições oferecem aulas em grupo para temas mais gerais, porém, recomenda-se que para esse tipo de inglês, busquem-se aulas particulares, dentro de instituições ou com professores independentes, a fim de que você tire o maior proveito possível e emplaque no mundo corporativo como um expert em inglês.

 

TENHO O INGLÊS, MAS QUERO IR PARA FORA DO PAÍS. O QUE
FAZER?

Bem, se você quer estudar em uma instituição de ensino, superior ou não, fora do país, muitas vezes exige-se que você comprove seu conhecimento por meio de avaliações.

Existem diversas, porém, a maior parte dos países e suas organizações exigem algumas das certificações que trazemos abaixo.
Mas, antes disso, é importante ter em mente que esses exames são exclusivamente testes de avaliação de proficiência e tem como intencionalidade tirar um retrato que represente de modo mais fidedigno as habilidades da pessoa no momento em que esta se submete ao exame. Veja!

 

CPE

O exame Cambridge English: Proficiency (CPE) foi desenvolvido pela University of Cambridge Local Examinations Syndicate (UCLES), inicialmente, para avaliar a proficiência em inglês de professores não-nativos.

Hoje, possui diversas categorias de avaliação além do Proficiency, é o mais avançado dos exames voltados a diferentes níveis de proficiência. Comprova que você atingiu um nível extremamente elevado em inglês. Serve para candidatos a curso superior, mas seu objetivo é mais genérico, sendo muito difundido na Europa como comprovação de proficiência.

Segundo a UCLES, mais de 20.000 organizações ao redor do mundo confiam e aceitam esse exame como comprovação de conhecimento na língua inglesa.

Essa avaliação testará o seu reading, listening, writing e speaking (leitura, escuta, escrita e conversação), utiliza como escala de avaliação “A, B, C, D e F” (caso você tire D ou F não será aprovado), dura em média de cinco à seis horas e possui custo para realização.
Para saber onde realizar o CPE de Proficiência, ao qual tratamos nesse post, clique aqui.
Para saber mais sobre as outras categorias, clique aqui.

 

IELTS

Já o exame International English Language Testing System, também desenvolvido pela Universidade de Cambridge, assim como o CPE, a fim de avaliar a proficiência de estrangeiros candidatos a universidades no Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia.

Atualmente existem duas versões desse teste. O primeiro é o Acadêmico, ou Academic, para aqueles que desejam entrar no em instituições de ensino superior ou para registro profissional, e o Formação Geral, ou General Training para as pessoas que tem a intenção de migrar para os mesmos países que citamos acima, ou também, para aplicação no ensino secundário, programas de treinamento e etc.

Essa avaliação testará o seu reading, listening, writing e speaking (leitura, escuta, escrita e conversação), utiliza como escala de avaliação “1-9”, dura em média três horas e possui custo para realização. Para saber onde realizar aqui no Brasil basta clicar aqui .

 

 

Responda